About me

A minha viagem no mundo da comida começou verdadeiramente quando os meus filhos nasceram. Reconheço que foi aí que me interessei mais pela cozinha e especialmente pela alimentação saudável. Depois de anos de prática á volta dos tachos e das receitas ditas “normais”, comecei a virar cada vez mais a atenção para a Alimentação Vegetariana e Macrobiótica. Os cursos que tirei ajudaram-me a perceber as vantagens de deixar de comer certos ingredientes, como o leite e os derivados, a carne, o peixe, os alimentos processados, o açúcar, o glúten.

Em Janeiro de 2016 inscrevi-me num curso de Detox alimentar (e emocional, pois já percebi que está tudo ligado) e estou actualmente a estudar o corpo humano ao pormenor, os tipos de alimentos, o que acontece quando os dois se encontram e porque é que aparecem as doenças!

As pessoas muitas vezes perguntam-me : mas o que é que tu comes de facto? A verdade é que estamos, como família, em fase de transição, onde estamos a retirar aos poucos certos alimentos e ao mesmo tempo, aumentar muito a percentagem de fruta e legumes crus, porque cozinhadas perdem as propriedades e as enzimas. Diria que em média (dependendo da disposição, tempo e apetite) eu como entre 50/50 á 80/20 – crus/cozinhados. Geralmente a refeição mais leve do dia é a noite (quando estamos todos em casa) e comemos basicamente cada um o que lhe apetecer. Há dias em que me apetece cozinhar e faço um arroz de legumes, ou uma sopa, ou alguns legumes cozidos ou assados, outros dias em que comemos uma salada ou fruta e legumes crus, á disposição!

A minha intenção ao criar este blogue é mostrar como é fácil e rápido comer refeições rápidas, simples e especialmente saudáveis. Também tenciono partilhar algumas das coisas que vou aprendendo sobre o corpo humano para desmistificar alguns dos nomes que vamos ouvindo por aí.

O Hipócrates , que é considerado o pai da Medicina, disse “Que a comida seja teu alimento e o alimento tua medicina” ou seja, se comemos os alimentos simples, que a natureza nos deixou á disposição, não deveria haver razão nenhuma para as pessoas adoecerem. A comida de facto deve alimentar-nos, dar-nos energia, saúde e alegria.

 

Calatoria mea in lumea alimentatiei a inceput cand s-au nascut cei doi copii ai mei. Recunosc ca atunci am inceput sa “castig experienta la cratita” si in special sa ma interesez din ce in ce mai mult despre ceea este considerata alimentatie sanatoasa. Cursurile pe care le-am facut, de Alimentatie vegetariana si de Culinara Macrobiotica, mi-au deschis ochii si m-au ajutat sa inteleg de ce nu este bine pentru corpul uman sa manance carne, peste, lactate, alimente procesate, zahar, gluten.

Din ianuarie 2016 m-am inscris la un curs de Detox alimentar ( si emotional, pentru ca am inteles ca sunt interconectate), si studiez corpul uman in detaliu, alimentele, ce se intampla cand cele doua se intalnesc si deasemenea de ce apare boala.

Multa lume ma intreaba : Dar tu ce mananci de fapt? Adevarul este ca suntem impreuna, in familie, intr-o perioada de tranzitie in care incercam sa eliminam pe rand anumite alimente si sa crestem exponential consumul de fructe si legume crude. Pentru ca la foc alimentele isi schimba proprietatile si pierd enzimele. As risca sa spun ca eu mananc intre 50/50 spre 75/50 crud/gatit. Masa cea mai usoara in mod normal e seara, cand fiecare mananca ce are pofta. Daca am chef gatesc un orez cu legume, sau supa, sau niste legume la cuptor, sau salata, sau fructe.

Intentia mea cu acest blog este de a arata cat de usor este sa mancam simplu, sanatos si fara sa petrecem ore in bucatarie. Deasemenea doresc sa va dezvalui si cate ceva din ce invat eu despre corpul uman, in termeni usori de inteles. 

Hipocrate, care este considerat parintele medicinei, a afirmat : “Hrana sa iti fie medicament, si medicamentul hrana”, adica daca mancam alimentele simple pe care natura ni le pune la dispozitie, nu ar trebui sa ne imbolnavim. Ce mancam ar trebui sa ne alimenteze, sa ne dea energie, sanatate si buna dispozitie.

 

Anúncios